A electroerosão baseia-se na destruição de partículas metálicas por meio de descargas eléctricas. É um processo indicado na maquinação de formas complexas e em materiais condutores eléctricos, especialmente aqueles de alta dureza, difíceis de serem maquinados por processos tradicionais.

 

Este método consiste na aplicação de uma diferença de potencial (em corrente contínua) entre duas placas condutoras de electricidade (o elétrodo e a peça) separadas por uma pequena distância (de 0,012mm a 0,050mm) designada por GAP, provocando uma série de descargas eléctricas entre elas, através de um líquido dieléctrico. Assim, dá-se início ao ciclo de erosão, no qual a potência despendida por unidade de área pode chegar até 1000 W/m2 e a temperatura até 12000°C. A peça, ao atingir uma determinada temperatura, sofre uma micro-explosão, provocada pelo choque térmico, dando origem à desagregação das partículas fundidas.

 

Neste processo a ferramenta é um fio, geralmente de latão zincado, que está bobinado e que se desenrola continuamente durante o processo de maquinação. Os princípios básicos da electroerosão por fio são semelhantes aos da electroerosão por penetração. A diferença é que na electroerosão por fio, o fio atravessa a peça em movimentos programados através de descargas eléctricas. A maquinação pode começar num furo pré-feito ou através da borda da peça.

 

A electroerosão apresenta como principais características:

  • A ausência de forças de corte e tensões comuns dos processos convencionais de maquinação, pois não há contacto físico entre o fio e a peça;

  • A rápida dissipação de calor, pelo facto da peça permanecer submersa em líquidos ou através de jactos do líquido dieléctrico (água);

  • A maquinação de peças com elevada dureza sem que esta apresente um efeito negativo na velocidade de corte;

  • O fabrico de peças de formas complexas com superfícies de alta qualidade praticamente sem distorções ou alterações micro-estruturais;

  • Desvantagem: baixa taxa de remoção de material.

 

As máquinas são constituídas pelos seguintes sistemas:

  • Mecânico: composto pela base da máquina, a mesa de maquinação, o tanque, o cabeçote, o subsistema de metrologia para identificar a distância percorrida pela ferramenta e o subsistema de fixação da peça na mesa;

  • Eléctrico: composto pela fonte de tensão contínua, o painel de controlo e o gerador de potência;

  • Hidráulico: composto pelo subsistema de armazenamento e de limpeza do líquido dieléctrico, que contém reservatórios, bombas hidráulicas e controlos de níveis e filtros.

Os princípios básicos da micro-furação são semelhantes aos da electroerosão por penetração. A diferença é que no processo de micro-furação o elétrodo (vareta de latão) com movimento de rotação e avanço, atravessa a peça, fazendo um furo, passante ou não, com um diâmetro aproximado ao diâmetro da vareta, que varia entre 0,3mm e 3mm.

Os postos CAD/CAM estão adaptados ás necessidades especiais da indústria de matrizes, moldes e fabricantes no geral.

 

As vantagens de um posto de trabalho combinado incluem:

  • Verificação da qualidade de superfícies e sólidos importados em segundos;

  • Correcção de imperfeições de forma rápida e com o mínimo de esforço;

  • Capacidade de adicionar todos os componentes necessários de um modo rápido e fácil;

  • Ficheiros completamente estruturados com base nos dados do produto CAD;

  • Combinação de superfícies e dados digitalizados;

  • Cálculo automático ou interactivo de todas as estratégias de maquinação necessárias;

  • Reaproveitamento do processo NC, como actualização do blank no processo CAD.

 

O software CAM para programar corte por fio EDM 2-eixos e 4-eixos é um módulo tecnológico poderoso especializado em exigências encontradas na indústria de moldes e matrizes. Os programas são calculados e exportados directamente sem interfaces adicionais. O interface interactivo permite, mesmo aos utilizadores menos experientes, criar óptimos programas NC, rápida e eficientemente. O acesso a ferramentas CAD e de análise 3D durante todo o processo de maquinação é uma vantagem fundamental para uma optimização de todo o processo.

 

Este software permite a eliminação por completo do tempo perdido a criar contornos 2D em diferentes níveis para maquinar contornos cónicos ou geometrias complexas, que por vezes ficavam diferentes do modelo original. O contorno NC é calculado directamente nas superfícies e sólidos, utilizando a informação das superfícies.

 

Permite ainda obter resultados em minutos devido a templates com tecnologia inteligente. Uma janela de trabalho confortável ajuda os utilizadores a definir os seus processos e sequências. Podem seleccionar sequências predefinidas ou estratégias individuais para qualquer máquina concebida. Em muitos casos, só é necessário introduzir alguns parâmetros, tal como furo de entrada e contornos, que o programa gere o resto do processo, utilizando templates predefinidos.

 

O software contém as  tecnologias das máquinas completamente integradas. O programa gere todos os parâmetros tecnológicos para cada máquina existente. Se for necessário trocar todo o processo de maquinação já calculado para outra máquina, o sistema gere os programas NC para a nova máquina com todos os parâmetros tecnológicos. Por vezes, o programa detecta algumas incompatibilidades entre parâmetros máquina, que, segundo um aviso de identificação, o operador pode facilmente corrigir de forma interactiva.

SERVIÇOS

Cad/Cam
Electroerosão
Furação